HOME
BRASILUSACANADAARGENTINAURUGUAYPARAGUAYVENEZUELA
Domingo, 30 de Abril de 2017
Brasilia: 15:40    Roma: 20:40
> DIRETÓRIOS DE SITES
> NOTÍCIAS
> PROMOÇÕES
> CADASTRE-SE
> COMUNIDADE
HISTÓRIA DA IMIGRAÇÃO
ASSOCIAÇÕES ITALIANAS
INSTITUIÇÕES
FAMÍLIAS
GENEALOGIA
CIDADANIA
MURAL DE MENSAGENS
PESQUISA DE SOBRENOME
> ITÁLIA
REGIÕES ITALIANAS
CALCIO ITALIANO
FÓRMULA 1
SPORT
CINEMA ITALIANO
ARTES & ARTESANATO
MÚSICA
GASTRONOMIA
PIZZA
VINHOS
LÍNGUA ITALIANA
EMILIA-ROMAGNA TURISMO
VIAGGIO
VILLA & CHARME
BIBLIOTECA
SHOPPING ITÁLIA
> SERVIÇOS
OUTRA ECONOMIA
CURSOS ON LINE
DAVINCI
ITENETS
TRADUÇÕES
DICIONÁRIO
TEMPO
MAPA DO SITE
> NEGÓCIOS
CATÁLOGO DE EMPRESAS
BANCO DE CURRÍCULOS
OFERTAS DE EMPREGOS
OPORTUNIDADES
CÂMARAS ITALIANAS
FEIRAS
> ADMINISTRAÇÃO
- 36
 
Notícias da Itália
PARA ATRAIR RICOS, ITÁLIA CRIA TAXA ÚNICA DE 100MIL EUROS
09/03/2017
O fisco da Itália instituiu nesta quarta-feira (8) uma nova taxa fixa anual de 100 mil euros voltada sobretudo a cidadãos estrangeiros e com patrimônios elevados que se mudam para a península.

Apresentada pela Agência de Entradas do país europeu, a novidade pode envolver cerca de 1 milhão de pessoas e aumentar o poder de atração sobre milionários, que na maioria das vezes preferem, na Europa, se mudar para nações como Reino Unido.

A medida beneficiará apenas indivíduos que residiram no exterior por pelo menos nove períodos fiscais nos últimos 10 anos - italianos que deixaram seu país não serão incluídos. A taxa prevê o pagamento de um único imposto fixo de 100 mil euros por ano e é opcional, ou seja, o interessado pode escolher ser cobrado dessa maneira ou pelo método proporcional.

Na Itália, a alíquota de imposto de renda para quem ganha acima de 75 mil euros por ano é de 43%, taxa que incide apenas sobre o excedente desse patamar.

A medida deve atrair pessoas que possuem grandes rendas e patrimônios, mas também famílias numerosas: se o primeiro integrante do núcleo familiar pagará uma taxa de 100 mil euros por ano, os outros darão ao fisco 25 mil.

"O objetivo é atrair e incentivar a transferência a nosso país de pessoas com um elevado patrimônio", diz a Agência de Entradas, explicando que a opção pela taxa única deve ser feita no preenchimento da declaração anual de renda.

A atração de milionários também seria uma forma de estimular a economia italiana, que, segundo estimativas da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), não deve ultrapassar o patamar de 1% nos próximos dois anos.

Fonte: Ansa
Veja mais Notícias da Itália
 
 
Busca rápida:

Consulte também:
Todas as notícias Notícias do Brasil Notícias da Itália